Paróquia Santa Maria de Galegos

Paróquia Santa Maria de Galegos

DIGITE AQUI O SEU EMAIL E RECEBA NOTICIAS

ANO PASTORAL

ANO PASTORAL

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Vaticano: Papa critica defensores da «uniformidade» na Igreja e lembra cristãos perseguidos

Francisco recebeu membros de associação carismática mundial

(Lusa)
Cidade do Vaticano, 31 out 2014 - O Papa Francisco criticou hoje no Vaticano os defensores da “uniformidade” na Igreja Católica e recordou os cristãos perseguidos por causa da sua fé, em todo o mundo.

“A uniformidade não é católica, não é cristã”, observou, durante um discurso aos membros da associação carismática mundial ‘Catholic Fraternity’, sublinhando que “a unidade não é uniformidade, não é fazer obrigatoriamente tudo juntos bem pensar do mesmo modo ou muito menos perder a identidade”.
Nesse sentido, precisou que a unidade passa por “saber escutar, aceitar as diferenças, de ter a liberdade de pensar de maneira diferente e manifestá-lo”.
“Não tenhais medo das diferenças”, acrescentou o Papa.
Francisco convidou à oração, a um “grito” a Deus pelos cristãos “perseguidos e assassinados” e pela paz no mundo.
“É preciso fazer isto e não esquecer que o sangue de Jesus, derramado por muitos dos seus mártires cristãos em várias partes do mundo, interpela-nos e empurra-nos para a unidade: para os perseguidores, não estamos divididos, não somos luteranos, ortodoxos, evangélicos, católica”, observou.
A intervenção recordou a “necessidade do Espírito Santo” na vida de cada cristão, por causa da sua “ação santificante”.
O Papa convidou os membros do movimento carismático a partilharem a sua experiência, em particular no que diz respeito à oração de louvor que “dá vida, porque é intimidade com Deus”.
“Ninguém pode viver sem respirar e o mesmo acontece com o cristão: sem o louvor e sem a missão, não se vive como cristão”, assinalou.

Sem comentários :

Enviar um comentário

DEIXE O SEU PARECER!.....